Alambique de Ouro; Fundão; Hotelaria; Hotel; Hoteis no Fundão; Hoteis; Serra da Estrela; Neve; Promoções; Serra da Gardunha; Aldeias Históricas; Unidade Hoteleira; Cova da Beira; Lazer; Negócios; Resort

Alambique de Ouro; Fundão; Hotelaria; Hotel; Hoteis no Fundão; Hoteis; Serra da Estrela; Neve; Promoções; Serra da Gardunha; Aldeias Históricas; Unidade Hoteleira; Cova da Beira; Lazer; Negócios; Resort

Alambique de Ouro; Fundão; Hotelaria; Hotel; Hoteis no Fundão; Hoteis; Serra da Estrela; Neve; Promoções; Serra da Gardunha; Aldeias Históricas; Unidade Hoteleira; Cova da Beira; Lazer; Negócios; Resort

Alambique de Ouro; Fundão; Hotelaria; Hotel; Hoteis no Fundão; Hoteis; Serra da Estrela; Neve; Promoções; Serra da Gardunha; Aldeias Históricas; Unidade Hoteleira; Cova da Beira; Lazer; Negócios; Resort

Alambique de Ouro; Fundão; Hotelaria; Hotel; Hoteis no Fundão; Hoteis; Serra da Estrela; Neve; Promoções; Serra da Gardunha; Aldeias Históricas; Unidade Hoteleira; Cova da Beira; Lazer; Negócios; Resort
Topo_neve Hotel Alambique Hotel Alambique Hotel Alambique Hotel Alambique Hotel Alambique Hotel Alambique
RESERVAS
Data de Chegada:
Noites Pessoas Crianças Promo Code
 
Galeria Fotográfica
Fundão - O que visitar?

Do desenvolvimento verificado no século XVI ficaram na cidade vários edifícios religiosos: a Capela de Nossa Senhora da Luz, localiza-se próximo de um cruzeiro quinhentista e sofreu remodelações no séc. XIX, a Capela de S. Francisco (1574) edificado em cantaria, apresenta um alpendre suportado por seis colunas, portal com arco de volta inteira, um pequeno campanário e, no interior, retábulos em talha dourada. À sua frente situa-se um cruzeiro.

As Capelas de Nossa Senhora da Conceição e de Santo António são ambas do séc. XVI. A primeira sofreu remodelações em 1867 e, a segunda, possui como particularidade um alpendre.

O Convento de Santo António ou do Seixo possui elementos decorativos renascentistas. Em 1526 as obras iniciaram-se e em 1577 foi inaugurado o edifício. Em 1667 o convento é ampliado, em 1714 foi construído o novo dormitório, a enfermaria e a biblioteca. Em 1738 a capela-mor é restaurada e é efectuado o retábulo. Do conjunto faziam parte ainda um fontanário e um forno, localizados no jardim. Em 1580, tomando o partido de D. António, prior do Crato, a povoação auto-proclamou-se vila. Desta época ficaram na povoação o pelourinho, a forca e a cadeia.

O Pelourinho, exemplo de marco jurisdicional, é uma construção do séc. XX, e localiza-se no Largo do Município, próximo dos Paços do Concelho. Em 1882 foi destruído o monumento original e, em 1894, os seus fragmentos foram desenhados e fotografados. Assim, em 1935 o pelourinho foi reconstruído, utilizando o capitel original.

Da arquitectura religiosa do Fundão há a salientar a Igreja Matriz, a Igreja da Misericórdia e as capelas de São Miguel e São Sebastião.

A Igreja Matriz, edifício construído no século XVIII possui influência barroca. Alguns autores defendem que terá sido construído em 1707, sobre uma outra igreja românica. Possui duas torres sineiras adossadas à fachada principal, portal encimado por frontão interrompido com volutas e um nicho com uma imagem , entre dois óculos. No interior destaque para o altar-mor em talha barroca e para a pia batismal.

A Igreja da Misericórdia é um imóvel cuja existência se encontra atestada em 1615 por documentação existente no Tombo dos Bens do Concelho da Covilhã. Contudo, é possível que já existisse uma outra igreja, a Misericórdia Velha, pequeno templo com portal em arco quebrado. Entre o seu espólio destacam-se a imagem de Ecce Homo (adquirido em 1656), relicário do século XVII, o retábulo do altar-mor de 1706, a bandeira, tela pintada, custódia e uma imagem de João Batista Menino, do século XVIII. Em 1758 foi renovada e em 1778 o retábulo foi pintado e dourado.

A Capela de São Miguel possui fachada em cantaria à vista e portal principal com frontão triangular simples, rematado por um pequeno vão. Edifício construído no último quartel do século XVIII, a Capela de São Sebastião exibe a representação do brasão da família Vaz de Carvalho. A sua construção sofreu influências barrocas e vernaculares.

Ao nível da arquitectura civil de equipamento destaque para o Chafariz do Espírito Santo e para o Chafariz das Oito Bicas. O primeiro data do século XVIII e possui influências vernaculares. O Chafariz das Oito Bicas corresponde a um imóvel do séc. XIX, inserido nas tipologias do neo-clássico, com forma de coluna, quatro bicas, concha e tanque circular.

Por fim destacam-se os imóveis de arquitectura civil administrativa e residencial existentes no Fundão. O Edifício dos Paços do Concelho foi construído no século XVIII, encontrando-se inserido nas tipologias neo-clássicas. Possui três pisos, janelas de sacada e frontões. Entre as suas particularidades destacam-se um portal com frontão triangular interrompido, encimado por um relógio e um alpendre com arcos de volta inteira.

O antigo Solar dos Condes de Vila Real localiza-se junto aos Paços do Concelho. Este imóvel possui brasão.

Edifício de funções residenciais, a Casa de D. Luís de Brito Homem, Bispo de Angola e Maranhão, apresenta na fachada principal as armas da família proprietária e localiza-se próximo da Igreja Matriz.

O Palácio da Tudela localiza-se na Praça Velha e tem na fachada principal uma pedra de armas.